Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estou só a dizer coisas ...

um espaço para a reflexão e partilha ...

Estou só a dizer coisas ...

um espaço para a reflexão e partilha ...

A minha primeira viagem à Índia

Tri, 21.07.20

A minha primeira viagem à India foi mágica. (Sim leram bem, a primeira porque no que depender de mim não será a única)

Foi uma viagem muito desejada e sonhada, foi simultaneamente adiada por vários anos, pelo receio da realidade que iria encontrar e que não sabia como lidar. Até chegar a coragem e ir! (e agora não quero outra coisa)

Sim assisti a grandes choques de realidade, sim vi toneladas de lixo acumulado que nos corta o coração, sim vi vacas bem tratadas (e simultaneamente mal tratadas, na verdade) e sim fui para o sul da Índia e recomendo vivamente.

Por muita preparação prévia que tenhamos feito, é inevitável que a India não mexa connosco porque vamos estar rodeados de lixo, confusão, barulho (muita buzina) e ao mesmo tempo silêncio, vamos levar um murro no estômago mesmo que tenhamos feita muita pesquisa.

Mas assim que nos abstraímos do menos bom, somos tocados pela beleza, alegria, humildade e espiritualidade do povo indiano.

Diria mesmo que a grande magia da India é as suas pessoas, que nos dão um banho de humildade brutal, que mesmo no meio das suas dificuldades conseguem ser afáveis, conseguem até partilhar o pouco que têm. 

India não é um mero destino de férias, é uma experiência de vida impactante.

EFFECTS.jpg

 

A EN-2

Tri, 29.09.17

O blog está de férias (e eu também).

 Marco_EN2.JPGVou percorrer uma aventura de alguns Km pelo nosso país, explorando a mítica estrada nacional 2.

 

De todas as estradas de Portugal, há algo de lendário e atrativo na EN-2 que a distingue das outras, é a espinha dorsal do nosso país ligando Portugal de lés-a-lés, começa e Chaves e termina em Faro.

 

Esta é a terceira estrada mais extensa do mundo, e passa por tantas terras bonitas e pouco conhecidas (pelo menos por mim) que tem tudo para correr bem. Vou visitar sítios tão distintos, desde Lamego a Santa Comba Dão, de Castro Verde a Pedrogão, de Beja a Mora, um sem fim de recantos de Portugal.

 

Portanto, vou só ali explorar Portugal e venho já (e depois conto-vos como foi).