Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estou só a dizer coisas ...

um espaço para a reflexão e partilha ...

um espaço para a reflexão e partilha ...

Estou só a dizer coisas ...

29
Set18

olá Outono (nem por isso...)

publicado por Tri

outono.jpg

Parece que o Outono já aí está (não em pleno ainda), espreita timidamente.

 

E é aquela altura do ano em que eu me sinto dividida, em que é um contrassenso para mim.

 

Não gosto nada da ideia de acabar o verão. Eu adoro o Verão, o calor, o sol a brilhar, mas, simultaneamente, adoro a transformação da Natureza no Outono, das cores com que se pintam as árvores.

Não gosto da descida das temperaturas e dos dias mais castanhos e curtos porque acordo de manhã e, como o tempo é incerto, nunca sei o que vestir.

 

Mas gosto de ter que começar a usar os meus lenços e boinas, gosto das cores da estação, gosto de usar amarelo para alegrar o castanho do Outono.

 

Adoro aquele cheiro a terra molhada, mas conseguia dispensar um pouco mais de forma a que o Verão se prolongasse.  

 

Os fins de tarde animados, o passar numa praia depois do trabalho e antes de ir para casa, o acordar com o sol a brilhar deixa-me logo tão mais animada…adoro o Verão.

 

E dito isto, espero que o Verão e Outono consigam ser companheiros durante algum tempo porque eu vou de férias (finalmenteeee) e gostava de ainda apanhar o Verão…nem que seja o Verão de S. Martinho. 

vacation.jpg

28
Out17

A Estrada Nacional 2

publicado por Tri

IMG_1408.JPG

A Estrada Nacional 2, que liga Portugal de Norte a Sul, mais precisamente de Chaves a Faro, é a terceira mais extensa do mundo com 738Km. Alguns dos seus troços existem há mais de um século, no entanto a estrada só foi consagrada como tal em 1945.

IMG_1420.JPG

IMG_1892.JPG

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Infelizmente fazer a rota da EN-2 é quase como um puzzle, tentar encontrar pequenos bocados da estrada original, encaixar na nossa rota e seguir viagem…

ferias 3.JPG

Desde já informo a quem tiver interesse em fazer a EN-2, que é impossível fazê-la sem GPS. Isto porque, alguns troços da estrada original foram destruídos em algumas povoações, noutros foram construídas as IP por cima e, a somar a tudo isso, a sinalização é escassa durante vários KM em várias regiões, pelo que sem as indicações do GPS não se consegue descobrir por onde segue a EN-2.

ferias 1.JPG

Apesar desse ‘senão’, que é ultrapassável graças à tecnologia atual, a viagem é uma autêntica surpresa, pela variedade de paisagens e relevos, de património cultural, de gentes, de povoações, tão pequenas algumas, e tão bem cuidadas.

ferias 4.JPG

 

Foi maravilhoso conhecer um pouco mais este nosso ‘jardim à beira mar plantado’, é de facto um país muito completo e esta viagem permitiu comprovar isso mesmo e também para ver mais de perto as desgraças deste verão, a destruição em Pedrogão, em Abrantes, enfim uma negritude a toda a nossa volta.

 

A estrada passa por 11 distritos, cada um deles com pormenores bastantes distintivos e únicos, seja monumentos, paisagens naturais, termas, gastronomia, património religioso. (e que bem se come neste país…) Adorei também as diferentes sinalizações originais que vamos encontrando ao longo do caminho e auelas retas intermináveis que encontramos no Alentejo, das quais não conseguimos ver o final.

 

 

Nesta aventura, além de pararmos em todas as povoações fizemos também alguns desvios da estrada para visitar outras regiões de Portugal que ‘chamavam por nós’.

ferias 5.JPG

ferias 2.JPG

 Valeu tudo a pena, cada metro, cada Km. (valeu a pena o conhecimento do nosso pais e o companheirismo e palhaçada que existiu nesta viagem vá)

23
Out17

Volteiiiii =)

publicado por Tri

energy-bulb.jpg

 

E o blog está de volta! (eu também…coincidência)

Em boa verdade já acabou a ‘boa vida’ à algum tempo, mas só agora consegui vir cumprimentar-vos.

 

As férias pela EN-2 fora uma bela surpresa e aventura, como não poderia deixar de ser e foram ótimas para encher novamente o ‘balão’ da energia.

Irei contar-vos tudo, tal como prometido, num post dedicado à Estrada Nacional 2 (agora vou só ali atualizar-me nos vossos blogs e volto já.)

29
Set17

A EN-2

publicado por Tri

O blog está de férias (e eu também).

 Marco_EN2.JPGVou percorrer uma aventura de alguns Km pelo nosso país, explorando a mítica estrada nacional 2.

 

De todas as estradas de Portugal, há algo de lendário e atrativo na EN-2 que a distingue das outras, é a espinha dorsal do nosso país ligando Portugal de lés-a-lés, começa e Chaves e termina em Faro.

 

Esta é a terceira estrada mais extensa do mundo, e passa por tantas terras bonitas e pouco conhecidas (pelo menos por mim) que tem tudo para correr bem. Vou visitar sítios tão distintos, desde Lamego a Santa Comba Dão, de Castro Verde a Pedrogão, de Beja a Mora, um sem fim de recantos de Portugal.

 

Portanto, vou só ali explorar Portugal e venho já (e depois conto-vos como foi). 

02
Ago17

os prazeres do verão

publicado por Tri

summer-time.jpg

 Finalmente o calor veio para ficar (felicidade para as pessoas, como eu, que são ‘cubos de gelo’ e desespero para os ‘fornos-ambulantes’) e que bem que sabe o quentinho do verão, acordar com o sol a brilhar e sair do trabalho a tempo de ver o pôr-do-sol.

Então hoje apeteceu-me fazer uma ode de adoração ao verão (prometo não fazer poemas com rimas parolas) e celebrar a vida.

 

Adoro a pausa que acontece na cidade! Todo o mundo vai de férias e, eis senão quando nos apercebemos (pasmem-se, caros leitores!) de que é possível andar na cidade sem trânsito! Poder chegar e sair do trabalho sem tem que passar pelo stress do trânsito, ter a cidade com um pouco menos de gases dos tubos de escapes …acho que descobri a solução caros governantes, redistribuição da população pelo território (ou então apenas férias vitalícias para a malta vá).

 

O efeito antidepressivo que a luz solar tem em nós, é incrível. Todas as pessoas andam mais bem-dispostas, com mais energia, mais alegres (até o ‘trombudo’ lá da empresa, vejam bem).

Poder usar pouca roupa e mais leve (pouca roupa, não é andar nua); adoro a facilidade com que nos podemos vestir no verão. Usar pouca roupa, leve e fresca e cheia de cores alegres e padrões vibrantes.

 

LER, LER MUITO! No verão podemos deliciar-nos a ler um livro de fio a pavio, os dias (que são mais compridos?!) parece que ajudam, que motivam à leitura e que nos dão mais horas por dia de forma a ‘esticarmos’ o nosso tempo. E que prazer me dá!

Ler é viajar sem sair do lugar, voar sem ter asas, sonhar acordado, navegar num mar de palavras imenso e dar asas à imaginação.

 

Gelados…huuuum…de todos os sabores, mas especialmente gelados artesanais, de chocolate, de doce de leite, de meloa, de cheesecake, de maracujá…huuuum, já disse gelados?

Não é que não se possam comer durante o resto do ano, mas a temperatura atmosférica parece que ‘não puxa’, já está demasiado frio para ainda estar a consumir uma coisa que não é fria é gelada!

 

A partilha, a partilha que o verão nos proporciona encanta-me. Estes dias, ditos maiores, permitem-nos partilhar mais momentos com os amigos, com a família, estarmos mais presentes, fazermos mais programas juntos. Partilhar o tempo em conjunto. É mesmo o ideal.

 

E assim fiquei a salivar por uns diazinhos de férias, que teimam em demorar, e vou-me contentando em acompanhar as vossas férias.

Uns excelentes dias de férias para quem os tem, aproveitem ao máximo! ;)