Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Estou só a dizer coisas ...

um espaço para a reflexão e partilha ...

um espaço para a reflexão e partilha ...

Estou só a dizer coisas ...

26
Jun17

vamos lutar por um mundo melhor?

publicado por Tri

5c51616fcf1ea6f43e3e8f94003e1762.jpg

 A luta LGBT ainda faz correr muita tinta e ainda gera muita discussão, sem motivo algum porque isto é um não-motivo. A luta contra a descriminação e preconceito deve ser uma luta de todos, de todas as pessoas independentemente da sua orientação sexual.

 

Todos podemos e devemos ser o que bem quisermos e vivermos como e com quem quisermos, mas para integrarmos uma sociedade mais justa, igualitária e respeitadora para com todos é necessário combater e abolir todo e qualquer tipo de preconceito.

Mantermo-nos impávidos e serenos não é solução, a luta é de todos e é para bem dos nossos amigos, familiares, dos nossos filhos, não é necessário ser gay, lésbica ou trans para lutar contra a homofobia.

 

Devemos tomar uma posição e defendê-la, devemos nós próprios não julgar o que não há para julgar e impormo-nos quando assistimos a crimes de ódio no meio da rua ou de um qualquer evento.

 

Ler notícias como o caso de um pai e filho que foram espancados no meio da rua porque foram “confundidos” como um casal homossexual, faz-me questionar a liberdade, o país em que vivemos, a tolerância não praticada. Notícias destas eu não consigo conceber nem tolerar e é responsabilidade de todos lutarmos contra isto.

 

O que todos queremos, de alguma forma, na vida é ter alguém do nosso lado que nos respeite, que nos trate com carinho, alguém com quem possamos rir e chorar, com quem possamos partilhar conversas e sentimentos, alguém que nos faça rir e se ria das nossas palhaçadas, no fundo alguém que nos entenda e ame como somos; portanto o que interessa o sexo dessa pessoa se ela nos der tudo e estiver lá para nós? Devemos ser e estar com quem nos faz bem, amar quem nos ama; independentemente dos sexos, amar a pessoa ao nosso lado, isso sim é que é relevante!

 

A luta contra a LGBTfobia não é de facto uma luta exclusiva dessa comunidade; é uma luta de todos nós e deve ser cada vez mais uma preocupação de forma a lutarmos por um mundo livre e de respeito pelo próximo, e que tal permaneça para os nossos filhos para que tenham a sua própria liberdade. 

Vamo-nos empenhar por um mundo melhor?

1 comentário

Comentar post