Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estou só a dizer coisas ...

um espaço para a reflexão e partilha ...

um espaço para a reflexão e partilha ...

Estou só a dizer coisas ...

18
Mai17

o grito da rua

publicado por Tri

Daniel-Horta-021-1024x469.jpg

 No seguimento do meu último post os sem abrigo, gostaria de partilhar convosco a luta de Daniel Horta Nova, uma pessoa encantadora que tenho privilégio de conhecer.

O Daniel é um grande jornalista, que trabalhou em grandes jornais como O Primeiro de Janeiro, Jornal de Notícias e Público, a quem a vida trocou as voltas. A vida, ou as pessoas que o rodeavam.

https://pt-pt.facebook.com/daniel.hortanova.96

 

Após ser vigarizado pelo sócio, que lhe tirou tudo o que era possível, a empresa, a paz de alma, a dignidade, caiu num abismo interior que o levou para as ruas. Foi sem abrigo durante 5 anos pelas ruas do Porto, onde diz ter, simultaneamente, feito amizades verdadeiras e assistido a momentos cruéis, e assistiu de perto a esta realidade atroz.

Cansado desta realidade humilhante e insignificante para milhares de portugueses, decidiu partir para a luta e levar a causa dos sem-abrigo mais longe: lutar pelos seus direitos, pela dignidade humana, pela reinserção numa sociedade que se diz democrática e justa.

 

O Daniel, tal como eu própria, acredita que muitas IPSS existem não para de facto exercerem a sua função mas simplesmente para receberem apoios do estado que não são investidos em nada, simplesmente na própria associação (ou em quem faz parte dela). Claramente que não podemos generalizar e que existem muitas que são relevantes e de facto dão apoio a diferentes públicos-alvo, no entanto, existir controlo e fiscalização sobre as IPSS existentes seria deverás relevante para a credibilização das associações e sua atividade.

 

Dessa forma, permitia também existir esperança e permitia aos sem abrigo acreditar ainda que é possível a ajuda e que é possível o acompanhamento e reinserção, tal não acontece nos dias de hoje.

 

Daniel percorreu todo o país de bicicleta, durante dois meses e mais de 2000 Km, para conhecer a realidade de todos os distritos e para divulgar a esta causa, tão sua e de todos nós. Viagem esta que finalizou na Assembleia da República com a entrega de um abaixo-assinado com propostas para “sarar de vez uma ferida profunda na nossa sociedade”.

 

Convido-vos a conhecer esta reportagem da TVI com Daniel Horta Nova, que não desiste da sua luta muito nobre e que deve ser apoiada por todos. http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/13-04-2017/reporter-tvi-o-grito-da-rua

 

Recomendo também o seu livro, que para além de ser uma partilha da alma, é também uma ajuda para quem, como ele, conseguiu “pelo seu próprio pulso” sair da rua: “Farrapos de Alma”.