Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Estou só a dizer coisas ...

um espaço para a reflexão e partilha ...

um espaço para a reflexão e partilha ...

Estou só a dizer coisas ...

15
Dez17

viver sem pressas

publicado por Tri

Não tenho escrito ao ritmo que gostaria nem atualizado convenientemente este blog…tem-me custado manter o foco.

Mas em compensação tenho vivido experiências novas nos cursos que ando a tirar, tenho tentado pensar mais em mim e cuidar de mim e já dei alguns passos bastante importantes nesse sentido, nomeadamente no campo da saúde.

 

Sabem quando uma pessoa começa a viver de acordo com aquilo em que acredita, que lhe parece fazer sentido, que lhe dá equilibro, e, de repente, parece atrair pessoas que pensam e vivem da mesma forma; livros que só podiam ser mesmo lidos nessa altura, blogs inspiradores que nos aparecem na ‘hora certa’. É o que me anda a acontecer!

 

Acho que as coisas me começam a fazer sentido; me dão alento para uma mudança de vida, mudança de hábitos, mentalidade, para uma vida melhor e mais estável.

Vou continuar a tentar ir mudando, focando-me em abrandar, pensar mais em mim, tentar encontrar o meu equilíbrio para, dessa forma, poder dar-me mais e melhor aos outros.


Vou partilhar convosco algumas dicas que, apesar de não serem novidade, despertam em mim esta vontade de mudar e se as tornar ‘regras’ para a minha vida.

 

❤ Viver sem pressa: acabamos por chegar sempre a todo o lado.

 

❤Desconectar: não levar o telemóvel para o quarto, ou se necessário, não o levar para junto da cama. Dar ao cérebro o descanso devido.

 

❤ Aceitar-se tal como se é

 

❤ Amar o que fazemos e sentir prazer nisso.

 

❤Cuidar dos nossos: Amar quem nos rodeia e demonstrarmos isso mesmo, cuidar das nossas relações, não as tomar sempre como certas.

 

❤ Preparar o nosso corpo para o descanso: comer algo leve ao jantar e dormir as horas necessárias que o corpo exige (a roupa vai continuar por passar e arrumar, mas quando pegarmos nesses afazeres vamos ter muito mais energia)

 

❤ Saber parar: quando necessário parar. Parar a correria do dia-a-dia e respirar fundo, despois continuar. Parar alguma tarefa mais stressante, analisar os prós e contras e depois continuar…é que flui muito melhor.  

❤ Agradecer pelas coisas mais simples, todos os dias. Gratidão pelo que temos perante as atrocidades a que assistimos no mundo.  

 

❤ Contribuir para o nosso planeta. Das mais simples formas, como ajudar a reciclar, até envolvimentos mais complexos com associações ambientais. É urgente tratamos do nosso planeta que, de facto, não é ‘nosso’ é apenas emprestado e, como tal, todos temos responsabilidade sobre ele e de o deixar melhor para as gerações futuras.

 

❤ Simplificar: as nossas rotinas, os nossos hábitos, diminuindo drasticamente a quantidade de coisas que usamos diariamente. Nomeadamente em questões de produtos de beleza, guarda-roupa e afins. Reunimos tanta ‘tralha’ que até a escolha se torna difícil

 

❤ Descomplicar: esta é a mais difícil, mas passa simplesmente por desligarmos o descomplicómetro, olhando para uma situação sob o prisma mais simples

 

❤ Rir: rirmos de nós próprios e rir da vida. Rir muito e sempre, pois só assim é que vale a pena viver a vida

30
Nov17

coisas que não percebo #1

publicado por Tri

ou por outras palavras: porque nunca hei-de ser um fashion blogger.

 

De facto há modas que não percebo, que me custa mesmo a entender, de tal forma que nunca adiro.

(por outras palavras há quem me considere uma pessoa demasiado normal, sem estilo vá...)

Enfim, sem desconsideração por quem gosta e adere (tipo a minha irmã), vou deixar por aqui as coisas mais caricatas e insólitas a que vou assistindo.

chinelo pelo.jpg

 

chinelo.JPG

 

Mas porquê? Porque usar os "chinelos de quarto" na rua?!

 

29
Nov17

as prendas de Natal

publicado por Tri

O Natal é das alturas do ano que mais gosto!

Adoro fazer a árvore de natal, enfeitar a casa, andar pelas cidades e ver “as luzinhas”, adoro o cheirinho a canela, adoro as lambarices todas próprias desta altura, adoro o convívio e o amor no ar (que não deveria ser exclusivo desta altura), adoro pensar nos miminhos certos para cada pessoa e comprar ou fazer o que puder.

 

Como pseudo-minimalista que sou (ainda estou em processo de ‘desmame’ consumista vá) não gosto de fugir à questão das prendas, no entanto, não gosto de dar ‘tralha’ a ninguém. É algo que, de facto, me incomoda e que nunca faço, não sou nada tolerante a ter que comprar tralha, bibelôs ou uma qualquer prenda ‘só porque sim’.

As prendas têm que fazer sentido para a pessoa a quem vou dar e eu gosto de refletir sobre isso, com tempo, sobre os gostos da pessoa e sobre o que faria sentido.

 

O que também gosto sempre de fazer (começo normalmente em outubro) é alguns miminhos caseiros e prendas personalizadas.

 

Caso ainda dê jeito, e ainda tenham tempo livre (vêm aí feriadoooos), deixo-vos aqui algumas ideias de prendas que tenho feito nos últimos anos.

  1. Mini cabaz de Natal com produtos caseiros

Consoante os produtos biológicos que tenha nesse ano, os meus cabazes incluem coisas como: compotas variadas, azeite temperado, massa de pimentão, sal aromatizado e licores

cabaz.jpg

  1. Gift in Jar

Aderi à dois anos a esta moda e correu super bem. Basicamente, consiste em oferecer uma receita de bolo/biscoitos a alguém conjuntamente com os ingredientes. Os ingredientes secos dispõem-se num frasco, por camadas, fazendo um efeito muito giro, junta-se a isto a receita que deverá incluir os ingredientes húmidos a adicionar.

gift in jar.jpg

gift jar.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

  1. Bijuteria personalizada

Já faço à muitos anos, para mim própria e para oferecer, depois de ter feito algumas formação técnicas na área. Faço sempre conforme o gosto da pessoa a quem vou dar, usando as cores que sei que usa mais frequentemente.

 

  1. Agendas e blocos personalizados

Compro os blocos muito básicos e baratos, com capa lisa e depois faço uma capa de em tecido, bem colorido, para dar um novo ar ao bloco e versão única.

19969012_voi8p.jpeg

bloco.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

  1. Marcadores de livros

Algo bastante útil e que pode ser muito personalizado (e são sempre mais giros que os de papel que nos são oferecidos aquando da compra do livro). Os marcadores faço de diversos materiais, conforme o que tenha na ‘arrecadação’ nesse ano.

Simples-marcador.jpg

 marcador-pagina-coracao4.jpg

 

 

 

 

 

 

  1. Cachecóis/lenços

Não sei fazer chochet nem malha pelo que quando opto por fazer lenços, são sempre de aproveitamentos. Ou são trabalhados a partir de novelos de trapilho ou reaproveitando uma camisola antiga que tenha cores bonitas e vibrantes.

multi-scarf.jpg

 
Em qualquer uma das opções, gosto de personalizar as embalagens/embrulhos em vez de comprar os típicos saquinhos de natal (que na falta de tempo, são ótimos e há bastantes muitíssimo giros).

 

No caso dos cabazes, aproveito caixas de sapatos que tenha e forro-as com um papel giro, ganham uma nova vida e os frasquinhos vão bem mais seguros dentro delas.

embrulhos-de-natal.jpeg

embrulho4.jpg

 

 

 

 

 

 

 

 

embrulho.jpg

Ainda que sejam todas ideias que executo regularmente, as fotos não são de minha autoria: todas as imagens foram retiradas da internet. 

28
Nov17

isto há cada um ...

publicado por Tri

parking.jpg

Eu sei claramente que não me acontece só a mim, mas chateia …

 

Pessoas estacionarem (mal) em frente ao meu carro que está bem estacionado (no devido lugar para o efeito, vá).

Pessoas estacionarem em frente ao meu carro que está bem estacionado e ficarem dentro do carro.

Pessoas estacionarem em frente ao meu carro que está bem estacionado, ficarem dentro do carro e verem-me a abrir o meu e a entrar e não se mexerem.

Pessoas estacionarem em frente ao meu carro que está bem estacionado, ficarem dentro do carro e verem-me a abrir o meu e a entrar…e ainda tenho que apitar para alertar e com maior das latas me perguntam:

 

“Quer sair?!”

“Não! Claro que não, vim só para ficar a olhar para si!”

 

(ainda assim, é melhor que as pessoas que deixam o carro, vão para longe e voltam 3h depois … é que não há buzinadela que safe)